Moçambique e Portugal estreitam Parcerias no Domínio da Defesa

Moçambique e Portugal estreitam Parcerias no Domínio da Defesa

"O Ministro da Defesa Nacional de Portugal, João Gomes Cravinho, visitou recentemente Moçambique, para fortificar a colaboração no domínio da defesa, com foco nos desafios que Moçambique enfrenta na luta contra o terrorismo, que ...

O Ministro da Defesa Nacional de Portugal, João Gomes Cravinho, visitou recentemente Moçambique, para fortificar a colaboração no domínio da defesa, com foco nos desafios que Moçambique enfrenta na luta contra o terrorismo, que assola alguns distritos da província de Cabo Delgado.

Foi durante uma Reunião bilateral entre os Ministros da Defesa Nacional de Moçambique, Jaime Bessa Neto, e da Republica de Portugal, João Gomes Cravinho, realizada em Maputo, a 9 de dezembro, que os dois países reforçaram a colaboração no domínio da defesa, com foco nos desafios que Moçambique enfrenta na luta contra o terrorismo, que assola alguns distritos da província de Cabo Delgado.

Os dois Ministros reconheceram que o terrorismo constitui um problema global que não pode ser vencido apenas por um Estado, pois necessita de esforços concertados com a Comunidade Internacional.

A reunião realizou-se no âmbito do convite formulado por Jaime Neto, à João Gomes Cravinho, com o objectivo de passar em revista a cooperação bilateral no domínio da defesa e, particularmente, os desafios que Moçambique enfrenta na luta contra o terrorismo.

João Gomes Cravinho manifestou total disponibilidade do seu país em apoiar os esforços de Moçambique no combate aos grupos terroristas que têm realizado ataques em alguns distritos da Província de Cabo Delgado através da formação de tropa especializada em Operações Especiais.

E foi nesta vertente que no segundo dia da sua estadia em Maputo, o Ministro da Defesa Nacional de Portugal visitou a Escola de Fuzileiros Navais, Força Especial da marinha de Guerra de Moçambique, para se inteirar sobre as necessidades deste centro de instrução militar para melhorar a capacidade de formação dos seus homens.

Para conhecer a capacidade operativa dos fuzileiros navais, foi realizada uma simulação de combate, numa missão de resgate a uma entidade sequestrada por um grupo armado.

No terceiro dia de actividades da delegação portuguesa em Moçambique, uma delegação portuguesa, chefiado pelo Director de Serviços de Cooperação no domínio da Defesa de Portugal, Saldanha Serra, visitou a Escola de Sargentos das Forças Armadas de Moçambique ESFA, estabelecimento de ensino militar que se dedica a formação de sargentos com nível técnico medio profissional em ciências militares.

Na ESFA; Saldanha Serra, conheceu várias infra-estruturas que permitem o funcionamento da escola. Desde Casernas, Biblioteca e salas de aulas.

Saldanha Serra fez um balanço positivo da visita e espera que a ESFA seja um dos estabelecimentos militares abrangidos pela cooperação bilateral entre os dois países.


Imprimir   Email