Lançada Missão de Formação Militar da União Europeia em Moçambique

Lançada Missão de Formação Militar da União Europeia em Moçambique

A missão, denominada EUTM Moçambique, é uma iniciativa da União Europeia que tem como objectivo a formação especializada de militares das FADM em matéria de combate ao terrorismo.

 

O Ministro da Defesa Nacional de Moçambique, Jaime Neto, e o seu homólogo João Gomes Cravinho, Ministro da Defesa Nacional da República Portuguesa, orientaram, quarta-feira (03 de Novembro de 2021), na Companhia Independente de Fuzileiros Navais da KaTembe-Djidjidji, em Maputo, o lançamento oficial da Missão de Formação Militar da União Europeia em Moçambique.

A referida missão, denominada EUTM Moçambique, é uma iniciativa da União Europeia que tem como objectivo estratégico a formação especializada de militares das Forças Armadas de Defesa de Moçambique em matéria de luta contra o terrorismo, protecção de civis em situações de Conflito armado, e o cumprimento do direito internacional humanitário.

No âmbito desta iniciativa, 10 países membros da união Europeia vão enviar 140 militares especialistas para formação dos efectivos das Forças Armadas de Defesa de Moçambique. Deste grupo, Portugal será o país que vai enviar maior numero de instrutores militares, com cerca de 50% dos integrantes da Força que, durante dois anos, vai treinar militares dos três ramos das Forças Armadas de Defesa de Moçambique, nomeadamente: Ramo do Exército, Força Aérea e Marinha de Guerra.

Jaime Neto, Ministro da Defesa Nacional, considera que o treinamento da Missão de Formação Militar da União Europeia constitui o caminho certo para a especialização da tropa moçambicana, uma vez que, com as valências que a missão da União Europeia vai transmitir às Forças Armadas de Defesa de Moçambique estarão sempre aptas a cumprir com a sua missão de defender a todo custo o povo moçambicano e a integridade territorial e se defender de qualquer ameaça, bem como reforçar a capacidade combativa e de intervenção da nossa tropa, mas acima de tudo é um contributo valioso para o processo, em curso, de profissionalização e modernização das Forças Armadas de Defesa de Moçambique.

João Gomes Cravinho, Ministro da Defesa Nacional da República Portuguesa, espera que no final de todo processo, as Forças Armadas de Defesa de Moçambique estejam cada vez mais e melhor preparadas para combater o terrorismo e o extremismo violento, mas também que sejam um exemplo de respeito e de eficácia aos olhos dos moçambicanos.

A responsabilidade de comandar a Missão de Treino da União Europeia em Moçambique, foi atribuída ao Brigadeiro-General do Exercito português, oficial das Operações Especiais, Nuno Lemos Pires.

Este apoio da União Europeia à Moçambique, para a área militar, surge em resposta ao pedido formulado pelas autoridades moçambicanas em Setembro de 2020. Tratasse da primeira formação militar das FADM a ser levada a cabo pela União Europeia.

 


Imprimir   Email